Concurso PMERJ
Seja bem vindo!

Comunicado!

Página 26 de 26 Anterior  1 ... 14 ... 24, 25, 26

Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Alcantara vr em Qua 6 Nov 2013 - 17:11

4 de Junho: 1 PC morto
Lotado na 22ª DP (Penha), o inspetor da Polícia Civil Luiz Cláudio Fonseca Perrota morreu ao reagir a um assalto, em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio. Ele conduzia seu Peugeot pela Rua Araçoiaba e levava a esposa – grávida de três meses – para o trabalho quando foi abordado pelos criminosos. Muito nervosa, ela precisou ser internada no Hospital Estadual Carlos Chagas, no mesmo bairro. Os bandidos estavam no Zafira placa LQC 0376 – que constava como roubado na área da 40ª DP (Honório Gurgel), no dia anterior. O veículo foi recuperado na Rua Jornalista Hermano Sequião, em Guadalupe, por policiais que realizavam Regime Adicional de Serviço (RAS) na área do 9º BPM (Rocha Miranda). O carro foi periciado e um papiloscopista recolheu impressões digitais encontradas no automóvel, que recebia cobertura do Fox placa EIH 9591, apreendido horas após o crime na Rua Laura Brandão, também em Guadalupe, por uma equipe do 41º BPM (Irajá). Durante a realização da perícia, traficantes que controlam a venda de drogas na Favela da Palmeirinha efetuaram disparos em direção aos policiais. Ninguém ficou ferido.
5 de Junho: 1 PM morto
Lotado no 2º Comando de Policiamento de Área (2º CPA – Zona Oeste), o sargento Gerson Ribeiro Carvalho morreu no Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, para onde foi levado após ser baleado durante o resgate de um traficante da Favela do Lixão, em Duque de Caxias. O PM e o cabo Gabriel de Souza Sá Filho, lotado no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), haviam sequestrado Michel Braz Gomes, o Michel Peitinho, 29 anos – integrante da facção criminosa Comando Vermelho (CV) que controla o tráfico de drogas no Lixão. Durante tentativa de resgate do criminoso, comparsas dele, em um Cobalt prata, surpreenderam os PMs no momento em que eles passavam pela Rua Inês, no bairro Prata, próximo à Rodovia Presidente Dutra. Eles efetuaram diversos disparos contra os policiais, que revidaram. Houve confronto e o sargento foi atingido. O motorista do traficante, identificado como Rodrigo Santos Oliveira, também foi baleado. No interior do carro dele – o Palio azul placa LSS 0319 – policiais do 20º BPM (Mesquita) encontraram carregadores de pistola 380 e uma pistola calibre 40. O cabo do Bope, que alegou que eles haviam sido vítimas de uma tentativa de assalto, foi preso e autuado por sequestro, sendo transferido para a Unidade Prisional – antigo batalhão Especial Prisional (BEP), em Benfica, na Zona Norte do Rio.
7 de Junho: 1 PM baleado
Lotado no 15º BPM (Duque de Caxias), o sargento Márcio Soares Gomes, 38 anos, foi baleado ao reagir a uma tentativa de assalto, na Rua Gonzaga Bastos, no Andaraí, na Zona Norte do Rio. Ele trocou tiros com os criminosos e acabou atingido duas vezes. Um carteiro que passava pelo endereço, identificado como Natanael Ferreira dos Santos, foi vítima de uma bala perdida. O PM acompanhava o deputado federal Aureo Lídio (PRTB-RJ), que participava de um encontro da Convenção Batista Brasileira.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM Renan de Meireles Fontes, 24 anos
7 de Junho: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Mangueira, o soldado Renan de Meireles Fontes, 24 anos, foi morto durante tentativa de assalto, na altura do bairro Vigário Geral, na Zona Norte do Rio. O PM havia acabado de sair de serviço e seguia de moto para casa, em Bangu, na Zona Oeste. Ele parou em um posto de combustível na esquina da Avenida Brasil com a Rua Maba para conversar com um amigo quando foi abordado pelos criminosos, que queriam roubar sua moto. Ao notar que a vítima estava armada e desconfiados de que ele seria policial, os assaltantes efetuaram diversos disparos contra ele.
16 de Junho: 1 PM baleado
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Nova Brasília, o soldado Emerson Ferreira Barbosa, 34 anos, foi baleado ao reagir a um assalto, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O PM estava acompanhado pela esposa no interior da padaria “Delícias da Vida”, na Estrada Nilo Peçanha, no Centro, quando criminosos entraram no estabelecimento anunciando o assalto. Ele reagiu e conseguiu atingir um dos bandidos, mas foi baleado três vezes pelo comparsa do criminoso, que dava cobertura à ação. Socorrido, o PM foi levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, no bairro da Posse. O assaltante morreu no local e seu comparsa conseguiu fugir no Fiat Siena verde placa LNG 8576, em direção a Belford Roxo, também na Baixada.
20 de Junho: 1 PM baleado
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Ladeira dos Tabajaras, o soldado Fábio Nobre da Silva Pinto, 30 anos, foi baleado ao reagir a uma tentativa de assalto, no encontro da Avenida Brasil com a Avenida Central, na altura da Favela Vila Kennedy, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. O PM trafegava em direção à sua residência com sua moto XRE 300 placa KXN 5274 quando foi abordado por uma dupla que estava em uma moto amarela tipo Bross, de placa não anotada. O policial conseguiu se esquivar da abordagem, mas acabou atingido por um tiro na perna. O PM conseguiu continuar conduzindo o veículo e foi até o Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE), onde pediu auxílio, sendo levado para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo.
23 de Junho: 2 PMs baleados
Lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) de Manguinhos, os soldados Diego Nunes Rayol e Thiago de Oliveira Simeão, de 26 e 25 anos, respectivamente, foram baleados durante ataque de criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que controlam o tráfico de drogas na região. Os PMs realizavam patrulhamento de rotina na localidade conhecida como Coréia quando foram surpreendidos pelos traficantes. Enquanto o soldado Rayol foi baleado no braço, o soldado Simeão foi atingido na perna. Socorridos, eles foram levados para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio.
24 de Junho: 1 PM morto
Lotado no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), o sargento Ednelson Jerônimo dos Santos Silva, 42 anos, morreu após ser baleado por traficantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) que controlam a venda de drogas na Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. O PM participava de operação na localidade depois que bandidos realizaram arrastão na Avenida Brasil, atacando pessoas que participavam de uma manifestação, e fugiram para a região. Na busca pelos criminosos, houve confronto. Além do PM, cinco moradores também foram baleados. Um deles, identificado como Aldo Santos da Silva, 41, não resistiu. Os outros moradores foram identificados como Robson Maceio, 40 anos (atingido no abdômen), Cláudio Duarte Rodrigues, 41 (atingido nas nádegas), Vagner de Lima, 35 (baleado na virilha), Alexsander de Oliveira, 40 (baleado no ombro) e o cozinheiro Djalma Pereira da Silva, 53 (baleado no braço esquerdo). Um sargento lotado no 22º BPM (Benfica), identificado como Cordeiro, sofreu fratura no maxilar ao ser atingido por uma pedrada. Há 17 anos na PMERJ, o sargento estava há 13 na unidade de elite. Ele deixou mulher e dois filhos.
28 de Junho: 1 PM baleado
Lotado no 6º BPM (Tijuca), o cabo Fábio Fernandes Corrêa, 38 anos, foi baleado ao reagir a um assalto, em Madureira, na Zona Norte do Rio. O PM trafegava pela Estrada do Portela em seu Corsa Sedan prata placa KZV 5625 quando foi abordado por dois homens armados, em frente ao Madureira Shopping. O cabo reagiu e no confronto acabou atingido do lado esquerdo do abdômen, na altura da costela. Um dos bandidos também foi baleado, mas conseguiu fugir, com ajuda do comparsa, no carro do PM. Socorrido por testemunhas, o policial foi levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Horas depois o automóvel foi encontrado abandonado, na Rua Capitão Antônio Avelino, em Oswaldo Cruz, também na Zona Norte. Ao procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ricardo de Albuquerque, pedindo socorro, baleado na virilha e no braço, Wagner Antônio de Souza Santos, 32, acabou despertando a desconfiança de funcionários, que acionaram a PM. Ele foi reconhecido como um dos criminosos que atacou o cabo e acabou preso. O comparsa dele, identificado apenas como Júnior, continua foragido.
29 de Junho: 2 PMs mortos
Lotados no Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) e na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho, respectivamente, os soldados Celso Chaves Silva, 35 anos, e Eduardo Ferreira Félix, 32, morreram após serem baleados durante briga ocorrida dentro de um bar em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O policial do BPChoque morreu na hora e o soldado da UPP chegou a ficar internado no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, mas não resistiu e morreu dois dias depois, no dia 1º de julho. O soldado Eduardo – que entrou na corporação em agosto do ano passado – estava com um amigo identificado como Gabriel Fernandes Miranda. Os dois teriam sido abordados pelo soldado do BPChoque. Segundo testemunhas, os dois PMs sacaram suas armas e houve diversos disparos, os atingindo e também ferindo Gabriel. As armas dos dois policiais – um revólver Taurus calibre 38 e uma pistola Taurus 380 – foram apreendidas e encaminhadas à perícia.
30 de Junho: 1 PM baleado
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Providência, o soldado David Santos Barbosa foi baleado ao tentar fugir de um assalto, em Irajá, na Zona Norte do Rio. O PM conduzia sua moto Kawasaki branca de 650 cilindradas pela Avenida Pastor Martin Luther King Junior quando foi cercado por cinco homens armados que estavam em um Peugeot branco. O PM abandonou o veículo e tentou fugir a pé. Na fuga, acabou baleado na perna esquerda. Socorrido por um taxista, o soldado foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
30 de Junho: 1 PM morto
Lotado no 25º BPM (Cabo Frio), o soldado Thiago Maciel da Silva Lino, 33 anos, teve o corpo incendiado após trocar tiros com criminosos no bairro Manoel Corrêa, em Cabo Frio, na Região dos Lagos. O PM, que trabalhava na Figueira, em Arraial do Cabo, havia saído da prontidão e foi surpreendido pelos bandidos no momento em que parou para abastecer seu veículo – o Siena prata placa MSW 9547, do Espírito Santo. No interior do carro peritos encontraram cápsulas de pistolas de três calibres diferentes: 9mm, 40 e 45. Há dois anos na corporação e lotado na unidade há um mês, o PM morava em Saquarema e deixa esposa e um bebê recém-nascido.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM Thiago Maciel da Silva Lino, 33 anos
2 de Julho: 1 PM baleado
Lotado em uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), o soldado identificado apenas como Rafael foi baleado na frente do portão da casa da namorada, na rua Rodrigues Alves, no bairro da Mina, em Nilópolis, na Baixada Fluminense. O PM foi atingido por disparos efetuados pelos ocupantes de um Corsa vermelho que passou pelo endereço e atirou em sua direção. O policial ainda conseguiu correr e se escondeu em um terreno baldio. Atingido no pé, ele foi socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Cabuís, sendo posteriormente transferido para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio. O veículo do PM, um corsa branco, ficou com dezenas de marcas de tiros na lataria.
9 de Julho: 1 PM baleado
Lotado no 16º BPM (Olaria), o sargento Wellington George, 37 anos, foi baleado durante confronto com criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que controlam o tráfico de drogas na Favela do Dique, no bairro Jardim América, na Zona Norte do Rio. Atingido nas pernas, o PM foi socorrido pelos colegas de farda e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.
10 de Julho: 1 PM baleado
Lotado no 9º BPM (Rocha Miranda), um soldado identificado apenas como Monteiro foi baleado durante confronto com criminosos no bairro Coelho Neto, Zona Norte do Rio. Os PMs foram acionados para atender uma denúncia de perturbação do sossego em um bar na Rua Guaxindiba. Ao entrar no endereço – que dá acesso à Favela Mundial -, os policiais foram surpreendidos por cerca de dez homens armados que, ao avistarem a aproximação da viatura, começaram a atirar. Os PMs revidaram e no tiroteio o soldado e um homem não identificado foram atingidos. O baleado acabou morrendo ainda no local. Com ele, foi apreendida uma pistola 9mm. Quatorze pessoas que estavam no bar foram detidas. Três delas possuíam passagens, mas como não havia qualquer mandado de prisão expedido contra elas, foram liberadas.
11 de Julho: 1 PM baleado
Lotado no 20º BPM (Mesquita), um policial militar que não teve o nome divulgado foi baleado durante confronto com criminosos no bairro Rocha Sobrinho, em Mesquita, na Baixada Fluminense. O PM realizava patrulhamento de rotina quando vários bandidos armados avistaram a viatura trafegando pela Rua São Paulo e começaram a efetuar diversos disparos contra os policiais, que revidaram. No tiroteio, além do PM, outros dois homens foram atingidos. Um deles não resistiu. O outro está internado sob custódia no Hospital Geral de Nova Iguaçu – mais conhecido como Hospital da Posse. Na ação, os policiais apreenderam um revólver, três radiotransmissores, oito sacolés de cocaína, 47 pedras de crack e R$ 17 em espécie – dinheiro que seria proveniente da venda de drogas.
19 de Julho: 1 PC baleado
Lotado na 78ª DP (Fonseca), o inspetor Heitor Barbirato Alvins Vieira foi baleado ao tentar reagir a um assalto na Ititioca, na Zona Norte de Niterói. O policial estava de serviço, tinha ido jantar em casa e retornava para a delegacia em sua moto quando foi abordado pelos criminosos – que estavam em um Voyage azul – na Estrada Alarico de Souza. Filho de um policial civil lotado na 81ª DP (Itaipu), ele acabou baleado cinco vezes. Atingido no abdômen e na perna, foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, onde permanece internado após ser submetido a uma cirurgia. O policial teve a moto e a arma – uma pistola calibre 40 – levadas pelos bandidos.
23 de Julho: 1 PC morto
O policial civil aposentado Washington dos Santos Barbosa, 50 anos, morreu após ser baleado ao reagir a assalto em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio. O policial estava na Avenida dos Italianos quando um assaltante identificado como Alberto Henrique da Costa Oliveira, 28, tentou roubar seu cordão. Ele reagiu e trocou tiros com o bandido, que também foi atingido e morreu no local. O policial ainda foi socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rocha Miranda, mas não resistiu. Duas pistolas Taurus foram apreendidas – uma calibre 380 e outra 765.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
25 de Julho: 2 PMs mortos
Lotados no 12º BPM (Niterói), os cabos Francisco José Vieira de Souza e Elder Gomes Borges, ambos de 37 anos, foram baleados durante tentativa de assalto na Rua Maurício de Abreu, no Porto Velho, em São Gonçalo. Os policiais estavam dentro de um Sandero, acompanhados por um amigo, quando foram abordados por quatro homens armados que saíram de um Palio Weekend. Os PMs reagiram e no confronto os cabos J. Vieira e Borges acabaram atingidos. Os assaltantes fugiram em direção à Rua Comandante Ari Parreiras, onde pegaram um ônibus da viação Rio Ita que faz a linha 515 (Mutuá-Niterói). Na fuga, os bandidos abandonaram uma réplica de fuzil. Atingido na cabeça, o cabo J. Vieira foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, na Zona Norte de Niterói, onde permanece internado em estado grave. O outro policial, baleado na coluna, foi levado para o Hospital Estadual Alberto Torres – mais conhecido como Hospital Geral de São Gonçalo -, no Colubandê, e corre o risco de ficar paraplégico. Os dois respiram com ajuda de aparelhos. Após uma semana internado, o cabo Elder não resistiu e morreu, no dia 31 de julho. Três dias depois, no dia 3 de agosto, o cabo J. Vieira também faleceu.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
26 de Julho: 1 PC morto
Lotado na 40ª DP (Honório Gurgel), o inspetor Jorge Luís Cavalcante Lage, 55 anos, foi morto ao ter a identidade descoberta durante um assalto, em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio. O policial parou em um bar para beber com um amigo, o mecânico Amaro Bastos, 52, no bairro Turiaçu. Ao retornar para casa, em Niterói, o policial – que dirigia seu Santana prata placa KTG 0311 – acabou abordado por criminosos próximo ao Viaduto de Rocha Miranda. Ao descobriem que ele era policial, os bandidos efetuaram um disparo em sua nuca e fugiram no carro do inspetor, levando a arma e o celular dele. Antes, jogaram o corpo do policial do viaduto. Ele caiu às margens da linha férrea, na Rua Conselheiro Galvão. O veículo foi encontrado na Avenida dos Italianos.
4 de Agosto: 1 PM baleado
Lotado no 41º BPM (Irajá), o sargento Anderson Cláudio dos Santos foi baleado durante incursão no Morro do Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio. Os PMs foram até o local para reprimir a realização de um baile funk denunciado por moradores da região. O PM desceu do blindado para retirar trilhos colocados por traficantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) como barricada e quando retornava ao veículo foi atingido por um tiro de fuzil na perna esquerda. Houve intensa troca de tiros e após o confronto o sargento foi levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, sendo posteriormente transferido para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio.
7 de Agosto: 1 PM baleado
Lotado no 35º BPM (Itaboraí), o cabo André Guerra foi baleado durante confronto com traficantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) que controlam a venda de drogas no Complexo da Reta, em Itaboraí. O PM reforçava a segurança de uma equipe do Grupo de Apoio à Promotoria (GAP) que pretendia cumprir um mandado de prisão na Favela da Reta Velha.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Cabo PM Uilblim do Espírito Santo, 33 anos
10 de Agosto: 1 PM baleado
Lotado no 18º BPM (Jacarepaguá), o cabo Uilblim do Espírito Santo, 33 anos, integrava a equipe do Grupamento de Ações Táticas (GAT) que participava da ocupação no Morro da Covanca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, e foi baleado quando a viatura em que estava foi atacada por traficantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV). A ocupação foi determinada pelo comandante do 18º BPM, coronel Almir Cabral, porque traficantes estavam fugindo do Complexo do Lins, no Méier, na Zona Norte, onde ocorria operação policial. As bocas-de-fumo das duas localidade são controladas por criminosos da mesma facção. Os PMs retornavam do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Curupaiti quando se depararam com os bandidos, que efetuaram diversos disparos contra a viatura, sem que os policiais tivessem chance de revidar. O cabo, que estava no volante, foi atingido por dois tiros no rosto. O sargento Wagner Gomes do Nascimento, 39, ficou ferido por estilhaços do vidro do pára-brisa. Os dois foram socorridos e levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. O cabo Uilblim foi transferido para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul, onde havia neurocirurgião de plantão.
10 de Agosto: 1 PM baleado
Lotado no 20º BPM (Mesquita), o sargento identificado apenas como Rogério foi baleado na Favela da Lagoinha, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. De serviço no Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) da localidade, o PM realizava patrulhamento de rotina na região quando foi surpreendido por um grupo de traficantes armados. Atingido na perna, ele foi socorrido e levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio.
12 de Agosto: 1 PC baleado
Lotado na Divisão de Homicídios, o inspetor Iualace de Paula Moreira foi baleado ao reagir a uma saidinha de banco – quando a vítima é seguida e assaltada após efetuar saque em agência bancária ou caixa eletrônico. O policial havia saído do banco Bradesco localizado na Praça Pio X, próximo à Candelária, no Centro do Rio. Mesmo ferido, o policial ainda conseguiu atingir um dos criminosos, identificado como Fábio Novaes Ferreira, 30 anos. O comparsa dele conseguiu fugir. Baleado no ombro, o inspetor foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar. O assaltante está internado sob custódia na mesma unidade de saúde.
12 de Agosto: 1 PM morto
Lotado no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), o sargento Alexandre Francisco Antunes, 35 anos, morreu após ser baleado durante confronto com criminosos na Favela Furquim Mendes, no Jardim América, na Zona Norte do Rio. A equipe de elite foi acionada depois que policiais do 16º BPM (Olaria) foram atacados e ficaram encurralados em incursão na localidade. O sargento – que estava há 12 anos na corporação, sendo 9 no Bope – deixa esposa e filho.
16 de Agosto: 1 PM baleado
Lotado no 24º BPM (Queimados), o cabo Ibraim foi baleado no momento em que se preparava para abordar um suspeito, em Itaguaí, na Baixada Fluminense. O PM realizava patrulhamento de rotina no bairro Brisamar acompanhado por um sargento e trafegava por uma rua às margens da rodovia Rio-Santos quando, próximo ao motel Di’Amore, se depararam com um homem de roupa camuflada. Ao desconfiarem dele, os policiais resolveram parar e acabaram sendo surpreendidos por outro homem que saiu do mato efetuando diversos disparos contra a viatura. Atingido por dois tiros – um atravessou seu braço esquerdo, entrou pela lateral do colete quebrando uma costela, perfurando o pulmão e alojando-se nas costas e o outro atingiu seu tórax. Socorrido, o PM foi levado para o Hospital Municipal de Itaguaí e liberado após ser medicado. No dia seguinte, após acordar cuspindo sangue, o cabo foi foi conduzido por familiares ao Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio. Na unidade de saúde, foi constatada a perfuração no pulmão do policial.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Sargento PM André Rocha, 38 anos
17 de Agosto: 1 PM morto
Lotado no 33º BPM (Angra dos Reis), o sargento André Rocha, 38 anos, morreu após ser baleado ao tentar separar uma briga na saída de uma boate, em Resende. Morador de Itatiaia, o PM estava na Rua Padre José Sandrupe quando presenciou a briga e foi apartar os envolvidos. Neste momento, foi desarmado por Jefferson Almeida de Siqueira, 35, que foi preso após efetuar um disparo que atingiu o policial pelas costas. A prisão foi efetuada por um outro PM que passava pelo local no momento do crime.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM Anderson Silva
17 de Agosto: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, o soldado Anderson Silva morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Queimados, na Baixada Fluminense, onde deu entrada baleado na mão e no abdômen. Há dois anos na corporação, o PM estava acompanhado por amigos, que não foram localizados.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM Paulo Ricardo Fontes Carreira
19 de Agosto: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Favela do Batan, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, o soldado Paulo Ricardo Fontes Carreira morreu após ser atingido durante confronto com traficantes da Favela Curral das Éguas, no mesmo bairro. Policiais do 14º BPM (Bangu) realizavam patrulhamento de rotina na região e quando passaram pela Rua São Pedro de Alcântara foram surpreendidos pelo ataque de criminosos da facção Amigos dos Amigos (ADA) que controlam a venda de drogas no local. Os PMs pediram reforço pelo rádio da viatura e a equipe do soldado foi a primeira a chegar. Baleado, ele ainda foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Alberto Schweitzer, mas não resistiu.
20 de Agosto: 3 PMs baleados
Lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão, os soldados Martins Costa, Thiago Loureiro e o Neemias Mattos foram baleados durante ataque de criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que continuam controlando o tráfico de drogas na região. Os PMs realizavam patrulhamento de rotina próximo à localidade conhecida como Largo do Coqueiro quando bandidos começaram a efetuar os disparos de cima de uma laje. Um dos soldados foi atingido nas costas, outro na perna e o terceiro no braço. No tiroteio, uma criança de 12 anos acabou sendo vítima de bala perdida. Identificado como Thiago Antônio da Silva, o menino estava na casa da avó quando foi atingido na coxa.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
22 de Agosto: 1 PM morto
Lotado no 7º BPM (São Gonçalo), o sargento Eliézio Figueiredo, 47 anos, foi baleado na cabeça durante operação no Complexo do Salgueiro, no bairro de mesmo nome, em São Gonçalo. Integrante do Grupamento de Ações Táticas (GAT) da unidade, o PM tentava surpreender os traficantes entrando pelo mangue e cortando a mata que sai na localidade conhecida como Fazenda dos Mineiros. Para afujentar as cobras e jacarés existentes no local, o sargento batia no chão com um pedaço de pau. Em um dos movimentos, acabou atingindo uma colméia e foi atacado por centenas de abelhas. Os colegas de farda ainda tentaram puxá-lo por várias vezes, mas ele dizia que não conseguia ficar em pé.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Os policiais pediram reforço ao batalhão e as equipes que chegaram pela Estrada das Palmeiras trocaram tiros com criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que controlam a venda de drogas no local e comemoravam a liberdade de um comparsa que tinha acabado de sair da cadeia. Na fuga, os bandidos correram pra mata e acabaram se deparando com a equipe do GAT e dando início a novo confronto. O corpo do sargento, com várias picadas de abelha e uma marca de tiro abaixo da orelha, foi encontrado apenas no dia seguinte.
23 de Agosto: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho, o soldado Dejailton Carlos da Silva, 27 anos, morreu após ser baleado pela própria esposa durante uma briga. O crime ocorreu na residência em que o casal morava, em Sepetiba, na Zona Oeste do Rio. O disparo atingiu o PM no rosto, abaixo do olho esquerdo.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
23 de Agosto: 1 PM morto
Lotado no Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE), o soldado Leonardo Cavalcante Costa, 28 anos, morreu após ser baleado ao reagir a uma tentativa de assalto, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O crime ocorreu na Avenida Fluminense, em Vila Rosali. O policial voltava de uma boate com quatro amigas e as levava em casa quando resolveram parar para fazer um lanche no caminho.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM Leonardo Cavalcante Costa
23 de Agosto: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Turano, o soldado Jonas Brito, 24 anos, morreu após ser baleado durante uma tentativa de assalto no Méier, na Zona Norte do Rio. O PM estava em sua moto – uma 600cc -, na Rua 24 de maio quando foi abordado pelos criminosos. Quando o PM desceu do veículo, os bandidos viram sua arma e efetuaram um disparo em sua cabeça. Uma ambulância chegou a ser acionada, mas ele não resistiu aos ferimentos. Os criminosos fugiram levando a arma do policial. O crime ocorreu em frente à estaçao do Sampaio, próximo à Faculdade Celso Lisboa. O policial era recém-casado.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM Jonas Brito, 24 anos
23 de Agosto: 1 PM baleado
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Mangueira, o soldado Lapa foi baleado por criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que ainda controlam o tráfico de drogas na localidade. O PM realizava patrulhamento de rotina na localidade conhecida como Olaria quando foi surpreendido pelos traficantes. Atingido por um tiro de pistola 9mm que entrou pela coxa e saiu pelos glúteos, o soldado foi socorrido e levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio, onde permanece internado.
28 de Agosto: 1 PM baleado
Lotado no 16º BPM (Olaria), o cabo Jorge Eduardo Lacerda Rocha deu entrada baleado no Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Ele foi atingido por um tiro no abdômen em sua casa, na Avenida dos Teixeiras, na Taquara, na Zona Oeste do Rio, mas as circunstâncias ainda não foram esclarecidas. Equipes da Supervisão de Oficiais do 18º BPM (Jacarepaguá) e da unidade em que o PM é lotado encontram a arma do cabo – uma pistola Taurus calibre 380 com um carregador e 12 munições – próximo à residência.
1º de Setembro: 1 PM baleado
Lotado no 18º BPM (Jacarepaguá), o sargento Ricardo Oliveira Jardim, 40 anos, foi baleado durante confronto com criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que controlam o tráfico de drogas no Morro da Covanca, no Tanque, na Zona Oeste do Rio. O PM realizava patrulhamento de rotina após apoiar outra equipe numa ocorrência de ameaça quando ele e o colega de farda foram surpreendidos pelos traficantes armados, na esquina das ruas Inácio Dias e Monteiro da Cruz. Eles revidaram o ataque e após o confronto os bandidos fugiram para a mata. Atingido por um tiro de fuzil na mão direita, o sargento foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde foi submetido a uma cirurgia e permanece internado.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Sargento PM Roberto da Cruz Silva
2 de Setembro: 1 PM morto
Lotado no Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (GEPE), o sargento Roberto da Cruz Silva morreu após ser baleado durante assalto na porta de casa, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O PM não andava armado.
4 de Setembro: 1 PM morto
Lotado no 2º BPM (Botafogo), o sub-tenente Dario Fernando Higino foi assassinado na porta de casa, na Rua Monte Sião – na localidade conhecida como AP da PM -, na Favela Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O PM foi atingido por cinco tiros – três na cabeça, um nas costas e outro no tórax. De acordo com testemunhas, o policial havia discutido com uma pessoa não identificada horas antes.
5 de Setembro: 1 PM baleado
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Cruzeiro, o soldado Marc Borges Pereira foi baleado no bairro Coelho, em São Gonçalo. O PM estava acompanhado por uma amiga, identificada como Yasmin dos Santos Lima, na Rua Agnaldo Saturnino Rocha, quando foram abordados por um homem armado que desceu de um Peugeot azul ordenando que o casal saísse do veículo em que estavam. O policial reagiu e houve troca de tiros. O bandido fugiu com auxílio dos comparsas que estavam no Peugeot. Baleado no joelho esquerdo, o soldado conduziu o carro até o Hospital Estadual Alberto Torres – mais conhecido como Hospital Geral de São Gonçalo -, no Colubandê. A amiga dele foi atingida na perna e no braço esquerdo.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM José Ribamar Freire Júnior, 24 anos
6 de Setembro: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Parque Proletário, no Complexo do Alemão, o soldado José Ribamar Freire Júnior, 24 anos, morreu após ser baleado durante um assalto, no Riachuelo, na Zona Norte do Rio. O PM foi abordado na Rua Filgueiras Lima e foi atingido por cinco tiros depois que os criminosos perceberam que ele estava armado e desconfiaram de que ele era policial. Os bandidos entraram em um ônibus que faz a linha 455 (Méier-Copacabana) e fugiram. O soldado ainda foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, mas não resistiu. Ele estava há um ano na corporação.
6 de Setembro: 2 PCs baleados
Lotados, respectivamente, na 76ª DP (Centro de Niterói) e na Delegacia de Acervo Cartorário (Deac), dois inspetores da Polícia Civil foram baleados enquanto verificavam uma denúncia, no Sapê, na Região de Pendotiba, em Niterói. Um dos policiais foi atingido por três tiros de pistola 9mm – dois no braço e um que entrou pela bochecha e saiu pela nuca – e o outro foi baleado nas mãos. Nenhum dos dois corre risco de morte.
7 de Setembro: 1 PM morto
Lotado na 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (4ª DPJM), o sargento Rodrigo Barros Faustino dos Santos, 34 anos, morreu após ser baleado ao reagir a um assalto no bairro Paraíso, em São Gonçalo. O PM, que estava de serviço, percebeu a ação dos criminosos e tentou impedir um roubo, mas acabou baleado na cabeça. Socorrido, ele foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio, e morreu no dia seguinte. Ele deixa esposa e filho.
9 de Setembro: 1 PM baleado
Lotado no 41º BPM (Irajá), o sargento Rocha foi baleado durante confronto com traficantes na localidade conhecida como Final Feliz, no Morro da Pedreira, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio.
10 de Setembro: 1 PM baleado
O sargento reformado da Polícia Militar José Carlos Gomes Soares, 57 anos, foi baleado ao tentar impedir um assalto, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. Ele estava na Rua Teixeira Ribeiro quando percebeu a ação criminosa e tentou intervir. Atingido na barriga e na perna, o PM foi socorrido e levado para o Hospital Federal de Bonsucesso.
10 de Setembro: 1 PM morto
Lotado no Serviço de Inteligência (P-2) do 14º BPM (Bangu), o cabo Raymondi morreu após ser baleado ao reagir a um assalto na porta de sua casa, na Rua Maria Emília, no Centro de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Os criminosos fugiram levando o carro do PM – um Agile de cor branca. Atingido na cabeça, o e chegou a ser levada ao Posto de Atendimento Médico (PAM) de Meriti, mas não resistiu.
11 de Setembro: 1 PM baleado
Lotado no 16º BPM (Olaria), um policial militar que não teve o nome divulgado foi baleado durante perseguição a assaltantes, na Avenida Brasil, na altura da Favela Cidade Alta, em Cordovil, na Zona Norte do Rio. Após informação no rádio da viatura de que criminosos haviam roubado um carro em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e seguiam naquela direção, várias equipes montaram um cerco. PMs foram informados do roubo e montaram um cerco. Ao se depararem com ele, os bandidos bateram em uma viatura e desceram do veículo atirando contra os PMs. Eles fugiram a pé para a Cidade Alta. O policial foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
12 de Setembro: 1 PM morto
O sub-tenente reformado da PM Guaraci de Carvalho foi encontrado morto dentro de seu veículo incendiado, na Estrada Aterrado do Leme, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. De acordo com informações, o PM – que entrou para a reserva remunerada em fevereiro, após 31 anos de serviço – foi vítima de um assalto e acabou sendo levado pelos bandidos ao ter a identidade descoberta. Após efetuarem disparos contra ele, os criminosos atearam fogo no carro.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Sub-tenente reformado PM Guaraci de Carvalho
12 de Setembro: 1 PM morto
Lotado no 2º Comando de Policiamento de Área (2º CPA), o cabo Carlos Alberto Carvalho morreu ao tentar impedir um assalto em Magalhães Bastos, na Zona Oeste do Rio. O PM recebeu a ligação de um amigo informando sobre um assalto aa residência na Rua Francisco Muzzi e se dirigiu ao endereço. Quando chegou no local, se deparou com os bandidos deixando a casa e acabou atingido por vários tiros. Socorrido por moradores da rua, ele ainda foi levado para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, mas não resistiu.
20 de Setembro: 1 PM baleado
Lotado no 9º BPM (Rocha Miranda), o soldado Roger Oliveira Faria, 26 anos, foi baleado por criminosos que controlam o tráfico de drogas no Morro do Cajueiro, em Madureira, na Zona Norte do Rio, durante perseguição a um motorista que havia fugido de uma blitz da Lei Seca, na Rua Leopoldina de Oliveira. O fugitivo abandonou o carro e correu em direção à Praça de Magnum. Os PMs tentaram abordá-lo no acesso ao morro, quando foram surpreendidos por vários disparos efetuados pelos traficantes. O soldado Roger acabou atingido nas costas – a bala saiu na axila e ficou alojada no braço. Socorrido pelo colega de farda, ele foi levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, e transferido posteriormente para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Sub-tenente PM Marco Antônio Gripp
20 de Setembro: 1 PM morto e 2 baleados
Lotados no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), o sub-tenente Marco Antônio Gripp morreu e outros dois PMs foram baleados durante confronto com criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que estão controlando o tráfico de drogas no Morro da Covanca, na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio. Há 11 anos na unidade de elite, Gripp ainda foi socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu. Os outros dois policiais, que não tiveram os nomes divulgados, também foram conduzidos ao Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio.
22 de Setembro: 1 PM baleado
Lotado no 12º BPM (Niterói), o soldado Luciano Vale foi baleado ao tentar impedir que uma psicóloga fosse assaltada, na Rua Gavião Peixoto, em Icaraí, na Zona Sul de Niterói. O PM estava acompanhado pela esposa, grávida de cinco meses, no restaurante Mr Chan, na esquina com a Rua Otávio Carneiro, quando presenciou dois homens em uma moto tentando roubar a bolsa de uma mulher que estava na calçada. A dupla reagiu à voz de prisão efetuando disparos contra o policial, que revidou. Baleado na perna, ele foi socorrido pela esposa, que dirigiu o carro até o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, na Zona Norte.
27 de Setembro: 1 PM morto
Lotado no 4º BPM (São Cristóvão), o sargento da PM Jorge Luís de Araújo, 30 anos, foi baleado ao ter a identidade descoberta, durante um assalto, em Anchieta, na Zona Norte do Rio. O PM caminhava pela Rua Tacarutu para acompanhar a esposa até o ponto de ônibus quando três homens saíram de um Corsa Sedan prata para roubar seu cordão. Ao notarem que ele estava armado, efetuaram diversos disparos contra o sargento, que sequer teve tempo de reagir. Os bandidos fugiram levando o cordão e a arma do PM. Baleado no abdômen e no tórax, o policial foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, sendo posteriormente transferido para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Ele morreu após dois dias de internação.
27 de Setembro: 2 PMs baleados
Lotados no 24º BPM (Queimados), dois policiais militares que não tiveram os nomes divulgados foram baleados durante incursão no Morro São Simão, em Queimados, na Baixada Fluminense. Um dos PMs, baleado no pé, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Queimados. O outro, atingido no peito, foi transferido para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, no bairro da Posse.
28 de Setembro: 1 PM baleado
Lotado no 17º BPM (Ilha do Governador), o soldado Thiago Araújo Cardoso de Sá, 30 anos, foi baleado ao reagir a um assalto, em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio. O PM saía de uma padaria na esquina da
Avenida dos Italianos com a Rua Ururaí quando se deparou com três homens armados. Ao notar que eles iriam revistá-lo, o soldado sacou sua arma e efetuou disparos contra o trio. No confronto, um dos assaltantes foi atingido e morreu no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Os dois comparsas dele conseguiram fugir. O PM foi socorrido e levado até o pátio do 9º BPM (Rocha Miranda), de onde foi conduzido à mesma unidade de saúde.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Soldado PM Leandro Maciel
29 de Setembro: 1 PM morto
Lotado no 9º BPM (Rocha Miranda), o soldado Leandro Maciel morreu após ser baleado ao ter a identidade descoberta durante um assalto próximo à Vila Mimosa, no bairro Praça da Bandeira, na Zona Norte do Rio.
29 de Setembro: 1 PM morto e 1 PM baleado
Lotados no Serviço de Inteligência (P-2) do 33º BPM (Angra dos Reis), o cabo Leone e o soldado Roque foram baleados enquanto verificavam denúncia no Morro da Glória, em Angra dos Reis. Atingido na cabeça e na barriga, o cabo Leone não resistiu. O cabo Roque, baleado na mão, não corre risco de morte.
30 de Setembro: 1 PM morto
Lotado no 16º BPM (Olaria), o sargento Alexandre Albuquerque da Costa, 41 anos, foi assassinado, em Honório Gurgel, na Zona Norte do Rio. De acordo com a perícia, o PM – que estava em Licença para Tratamento de Saúde (LTS) – foi morto com um tiro nas costas. O corpo dele foi encontrado em um ponto de ônibus na Estrada João Paulo.
1º de Outubro: 1 PM baleado
Lotado no 4º BPM (São Cristóvão), o sargento Magester foi baleado durante assalto, na Rua Murundu, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio. Os criminosos efetuaram disparos contra o PM e fugiram em seu carro. Logo depois policiais do 14º BPM (Bangu) realizaram uma incursão na Favela do 77 e apreenderam um menor de 17 anos apontado como gerente do tráfico no local – além de 3 mil envelopes de droga, sendo 1.256 de cocaína. Os PMs também recuperaram o automóvel do sargento.
1º de Outubro: 1 PM morto
Lotado no 9º BPM (Rocha Miranda), o sargento Guimarães morreu após ser baleado ao reagir a uma tentativa de assalto, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. O PM – que estava fardado – seguia para o serviço e no momento em que parou para deixar a esposa em um ponto de ônibus foi abordado por dois homens armados. O PM pediu que a esposa abaixasse e atirou contra os criminosos, que também efetuaram disparos. Baleado três vezes na perna, ele ainda foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, mas não resistiu.
6 de Outubro: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, o soldado Anderson Dias Brazuna, 34 anos, morreu após ser baleado durante ataque de criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que controlam o tráfico de drogas na região. O PM estava na Avenida Miguel Salazar Mendes de Moraes, na própria favela, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, e participava de uma abordagem, quando duas pessoas foram detidas para serem levadas à delegacia. Tentando impedir que os suspeitos fossem conduzidos na viatura, moradores da região iniciaram um tumulto e se aproveitando da confusão, traficantes passaram e efetuaram disparos. O PM foi atingido no peito. Socorrido pelos colegas de farda, ele ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade de Deus, mas não resistiu. Na corporação há cinco anos, era lotado na UPP CDD desde 2009.
11 de Outubro: 1 PM baleado
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Providência, um sargento que não teve nome e nem idade divulgados foi baleado enquanto participava de uma tentativa de abordagem a um veículo, Rua Cunha Barbosa, na Gamboa, na Zona Portuária. Os PMs foram surpreendidos pelos ocupantes do carro, que saíram do automóvel efetuando disparos contra eles. O sargento foi atingido no rosto. Socorrido pelos próprios colegas de farda, foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio. Os atiradores fugiram.
11 de Outubro: 1 PM baleado
Lotado no 41º BPM (Irajá), o soldado Douglas Marques foi baleado durante perseguição a criminosos que saíam do Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, em direção ao Morro do Chapadão, em Costa Barros, ambos na Zona Norte do Rio. Os PMs apuravam denúncia sobre o deslocamento quando se depararam com bandidos fortemente armados que trafegavam em dois carros – um Renault Sandero e uma caminhonete Mitsubishi – pela faixa seletiva da Avenida Brasil. Ao notar a aproximação da viatura, o grupo efetuou diversos disparos contra os PMs, que reagiram. O Sandero acabou caindo no valão por onde passa o Rio Acari, próximo a um dos acessos ao Morro do Chaves. Três dos ocupantes morreram e um quarto conseguiu fugir. O Mitsubishi bateu contra um caminhão de lixo e dois de seus ocupantes – um menor de 17 anos e Ueverton Ribeiro da Silva, 18 – foram detidos pelos policiais. Baleado, o maior foi levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, onde ficou internado sob custódia. Dois comparsas da dupla conseguiram fugir. Atingido na costela, o soldado Douglas Marques foi socorrido e levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio.
14 de Outubro: 1 PM morto
O sargento reformado da Polícia Militar, Francisco Priscinoal, 70 anos, morreu ao reagir a um assalto, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. O PM fazia a escolta de um carro que transportava aparelhos eletrônicos quando criminosos cercaram o veículo, na Rua Professor Carlos Wenceslau.
18 de Outubro: 2 PMs baleados
Lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão, o soldado Galdinho e o sargento Chagas foram baleados durante ataque de criminosos ligados à facção criminosa Comando Vermelho (CV). Os PMs verificavam denúncia relativa a tráfico de drogas na localidade conhecida como Largo da Vivi quando foram surpreendidos por criminosos armados. Enquanto o soldado foi atingido na mão, o sargento foi baleado na perna. Os dois foram socorridos e levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão, sendo posteriormente transferidos para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, na região central do Rio.
19 de Outubro: 1 PM baleado
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do São Carlos, o soldado Calixto foi baleado no braço durante patrulhamento no Morro da Mineira, na localidade conhecida como Paralela. O PM integrava uma equipe que realizava patrulhamento de rotina quando um homem armado com uma pistola correu em direção a um beco fazendo disparos contra a guarnição. O soldado foi socorrido pelos colegas de farda e levado para o Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, na região central do Rio.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Sargento PM Alexandre Dias Barbosa, 43 anos
21 de Outubro: 1 PM morto
Lotado no 40º BPM (Campo Grande), o sargento Alexandre Dias Barbosa, 43 anos, morreu após ser baleado durante uma tentativa de assalto, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. O PM havia acabado de sair de carro do condomínio onde morava, na Rua Alcides Rêgo, próximo à Base Aérea de Santa Cruz, quando foi abordado por dois homens em uma moto. Acompanhado pela mulher, que nada sofreu, o policial ainda foi socorrido e levado para o Hospital Pedro II, mas – atingido por três tiros no rosto – não resistiu.
21 de Outubro: 1 PM morto
Lotado no 20º BPM (Mesquita), o cabo Rogério da Costa Gomes, 43 anos, foi baleado em Seropédica. O PM saía de uma lan house, na Rua Marlene Nunes da Costa Gomes, no bairro Boa Esperança, quando foi abordado por um homem armado. Ele reagiu, acabou atingido e não resistiu.
21 de Outubro: 2 PMs baleados
Lotados no 14º BPM (Bangu), os sargentos Vinícius e Nascimento foram atingidos durante incursão na Favela Curral das Éguas, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Os dois foram socorridos e levados para o Hospital Estadual Albert Schweitzer.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Inspetor da PCERJ Ramirez Hering, 49 anos
21 de Outubro: 1 PC morto
Adido na Secretaria de Estado de Segurança Pública, o inspetor Ramirez Hering, 49 anos, morreu após ser baleado durante um assalto a ônibus, na Avenida Brasil, na altura da Favela Parque Alegria, no Complexo do Caju, na Zona Portuária do Rio. Ele estava em um ônibus da viação Normandy que fazia a linha Castelo-Vila Valqueire acompanhado por um colega quando dois homens armados anunciaram o assalto. O colega dele reagiu e o inspetor se atracou com um dos bandidos, que efetuou dois disparos que atingiram o policial no peito. Ele ainda foi socorrido e levado para o Hospital Federal de Bonsucesso, mas não resistiu.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Capitão PM Rodrigo Andrada
25 de Outubro: 1 PM baleado
Lotado no 18º BPM (Jacarepaguá), o capitão Rodrigo Andrada foi baleado ao reagir a uma tentativa de assalto na esquina da Avenida dos Mananciais com a Estrada do Soca, na Taquara, na Zona Oeste do Rio. Cinco assaltantes abordaram o PM, que estava em uma moto acompanhado pela mulher. O oficial reagiu e ainda conseguiu atingir dois bandidos, mas acabou baleado por três tiros – um deles na altura da veia femural. Socorrido, o capitão foi levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde permanece internado em estado grave.
26 de Outubro: 1 PM morto
Lotado no 41º BPM (Irajá), o soldado Fernandes morreu ao reagir a um assalto a poucos metros da sede da 1ª Cia, em Vista Alegre, na Zona Norte do Rio.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Sargento PM Alexandre Rodrigues de Oliveira, 39 anos
31 de Outubro: 1 PM morto e 1 PM baleado
Lotados no 14º BPM (Bangu), dois policiais militares que trabalhavam no Fórum de Bangu, na Zona Oeste do Rio, foram baleados durante tentativa de resgate de dois criminosos que participavam de audiência. Houve intenso tiroteio quando cerca de dez homens fortemente armados invadiram o prédio, localizado na Rua Doze de Fevereiro. Além dos PMs, Kayo da Silva Costa, 8 anos, e a camareira Maria José da Silveira Rodrigues, que estava no interior de um ônibus que passava pelo local, também foram atingidos. O menino morreu no local. Os outros feridos foram socorridos e levados para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, onde um dos PMs – identificado como sargento Alexandre Rodrigues de Oliveira, 39 – não resistiu. A ação foi uma tentativa de resgatar os traficantes Alexandre Bandeira de Melo, o Piolho ou Professor, 41 anos, e Vanderlan Ramos da Silva, o Chocolate, 30. Ambos são integrantes da facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA). O reduto do primeiro é no Morro do 18, em Água Santa, na Zona Norte, e o do segundo é em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.
31 de Outubro: 2 PMs baleados
Lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Parque Proletário, no Complexo do Alemão, na Penha, na Zona Norte do Rio, os soldados Afonso e Alves foram baleados durante confronto com criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que continuam controlando o tráfico de drogas na área. Os PMs estavam na Rua Aimoré verificando informações de que bandidos planejavam atacar as bases da UPP na região quando foram surpreendidos. Na troca de tiros, dois bandidos morreram e um morador, identificado como Sidnei da Silva Lorena, 52 anos, foi atingido no ombro por uma bala perdida. Os PMs apreenderam um fuzil AK-47 e quatro carregadores.
1º de Novembro: 1 PM morto
Lotado no 20º BPM (Mesquita), o sub-tenente Fonseca foi morto após ter a identidade descoberta durante um assalto, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O PM saiu de sua casa para buscar o filho no colégio no Centro, quando foi abordado por traficantes fortemente armados com fuzis e pistolas na Estrada Cabuçu-Queimados. Assim que descobriram que a vítima era policial, os bandidos o sequestraram, torturaram e executaram. O corpo, carbonizado, foi encontrado no interior do veículo dele, na mesma estrada.
2 de Novembro: 1 PM morto
Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Parque Proletário, no Complexo do Alemão, na Penha, na Zona Norte do Rio, o soldado Melquisedeque Basílio Santos, 29 anos, morreu no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, na Zona Norte do Rio, para onde foi levado após ser baleado durante patrulhamento de rotina na localidade conhecida como Vacaria.
6 de Novembro: 1 PM morto
Lotado no 20º BPM (Mesquita), o sub-tenente Cláudio Tavares da Silva, 46 anos, morreu após ser baleado ao tentar impedir um assalto a uma casa lotérica, no bairro Cascadura, na Zona Norte do Rio. Atingido por dois tiros – sendo um na cabeça -, o PM chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu.
Relembrando – Estatística de Policiais Mortos e Baleados:
Alcantara vr
Alcantara vr
Sargento - 2º SGT

Mensagens : 468
Pontos : 2963
Data de inscrição : 18/07/2012
Idade : 38
Localização : minha casa e Rumo ao CFSD 2014

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por TADEU HOLANDA em Seg 11 Nov 2013 - 10:21

Projeto das UPPs pisa no freio até o próximo ano
Plano que mudou perfil do Rio é criticado na Baixada, Niterói e bairros não contemplados
O DIA

Rio - O projeto de unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) vai ficar congelado por sete ou oito meses para uma análise estratégica. As informações são do jornal Folha de São Paulo . Questionada sobre o assunto, a Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro não desmentiu a notícia e limitou-se a informar que o cronograma está mantido com a instalação 40 UPPs até o final de 2014. No momento, já são 34 implantadas.
Este mês, as comunidades do Lins e Camarista Méier, na Zona Norte, vão receber as 35ª e 36ª unidades de Polícia Pacificadora, respectivamente. O desgate da política pública com episódios de violência — foram quatro mortes de policiais em serviços desde a inauguração do programa, além de casos trágicos, como a morte do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, torturado por militares da UPP da Rocinha — é apontado nos bastidores como um freio para repensar o projeto. Além disso, o aumento da violência em alguns bairros levou à decisão.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Corrupção foi denunciada na UPP Fallet
Foto:  Carlos Moraes / Agência O Dia
No meio político, o “standy by” é visto como uma estratégia. Como a UPP é um trunfo para a campanha à sucessão do governador Sérgio Cabral, a espera no programa seria providencial. Pacificar uma comunidade mais próximo da eleição teria um peso importante para o vice-governador Luiz Fernando Pezão, candidato do governo para 2014. 
Migração 
O prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos (PDT), é um dos defensores da suspensão temporária das UPPs. Segundo ele, a política foi elaborada sem previsão das consequências da migração da criminalidade para outros municípios. Hoje, ele começa a recolher assinaturas junto aos demais prefeitos da região para encaminhar um documento ao governador solicitando reavaliação no planejamento das UPPs na capital e o aumento de efetivo para os batalhões da Baixada e do interior.
"O que a gente pede é uma paralisada no projeto. Com a entrada de UPPs na cidade do Rio, os bandidos vieram para a Baixada Fluminense e outras regiões. Queremos que o governo do estado reveja sua estratégia. É como se o mais rico tivesse preferência. Não se faz uma coisa nova, como a UPP, sem resolver o problema antigo. Em lugares onde havia pequenos delitos, hoje tem gente circulando com fuzil”, afirmou ele.
[Somente moderadores podem ver esta imagem]
Reconstituição do desaparecimento do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, em rua da Rocinha
Foto:  Alex Ribeiro / Agência O Dia
Sem UPP, Maré vive dias de terror com traficantes
Na lista de comunidades a serem tomadas pelas forças de segurança no começo de 2014, o Complexo da Maré vive dias tensos. Enquanto a UPP não chega, os 140 mil moradores sofrem com o domínio cada vez mais ostensivo dos traficantes.
A ocupação do conjunto de 16 favelas deverá ser feita progressivamente. Para isso, o complexo será divido em três partes. E cada uma delas ganharia, a princípio, um coordenador diferente.
Enquanto isso, por onde se vai na comunidade, é possível ver grupos de criminosos fortemente armados. “Aqui mesmo eles resolvem as questões. Matam e ninguém fica sabendo. Nunca vi tanto bandido na Maré como tem agora. A situação tomou uma dimensão muito grave”, contou um morador, que preferiu não se identificar. Em outubro, milhares de crianças ficaram sem aulas por que as escolas não abriram devido aos tiroteios.
O complexo é dominado por duas facções — Terceiro Comando e Comando Vermelho — e tem trecho da Favela Roque Pinto até a Praia de Ramos chefiado por milicianos, que têm como rotina a extorsão de moradores e comércio. Um dos desafios para a Secretaria de Segurança Pública é a quantidade de policiais que será necessária para ocupar a região.
A previsão é de que são precisos pelo menos 1,5 mil homens. Isso é apontado como um dos motivos para a UPP na Maré ter sido adiada. Ela estaria prevista para o meio deste ano.
Contra a violência em Niterói
A partir desta semana, outdoors e faixas serão colocados em várias ruas de Niterói em protesto contra os assaltos e roubos na região. Os moradores dizem que a criminalidade tem crescido desde a implantação de UPPs no Rio.
Calcula-se que pelo menos 250 bandidos estejam escondidos em Niterói fugidos de comunidades da capital.Na semana passada, moradores se reuniram em uma audiência pública na Câmara dos Vereadores de Niterói, para tratar do assunto e pedir soluções.
Tortura, mortes, propinas e abusos 
ROCINHA 
A tortura e morte do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza em julho sendo os principais suspeitos policiais da UPP Rocinha foi uma das principais manchas no projeto. Dez PMs foram presos, inclusive o ex-comandante da unidade. Outros PMs denunciaram que ficaram trancados em contêiner durante a tortura. 
COMPLEXO DO ALEMÃO
O soldado Melquezebeque Basílio da UPP Parque Proletário, morreu, no início do mês, com um tiro durante a patrulhamento. Em 2012, a soldado Fabiana de Souza, 30 anos, da UPP Nova Brasília, foi morta a tiro em serviço. Em maio, bandidos fizeram disparos pouco antes da largada de corrida da qual o secretário de Segurança participava.
SÃO CARLOS 
PMs que se intulavam Bonde dos Carecas são acusados de impor toque de recolher, dar tiros para o alto, limitar festas e revistar mulheres de forma abusivas. Em 2012, gravações telefônicas revelaram suspeitas de ligações criminosas entre o ex-comandante da UPP no São Carlos, capitão Adjaldo Luís Piedade, e o traficante Sandro Amorim, o Peixe. O bandido pagaria semanalmente R$ 15 mil à UPP. 
COROA, FALLET
Esquema de corrupção foi descoberto na unidade, onde propinas fixas seriam pagas regularmente pelos traficantes a PMs. O ‘mensalão da UPP’ abastece os agentes com quantias que variam de R$ 400 a R$ 2 mil e no mês totalizam mais de R$ 53 mil.
CIDADE DE DEUS
Em outubro, o policial Anderson Dias Brazuna, 34 anos, foi morto a tiros enquanto fazia uma ronda. Ele averiguava uma denúncia de um carro roubado.




TADEU HOLANDA
TADEU HOLANDA
Sub Tenente

Mensagens : 789
Pontos : 3865
Data de inscrição : 06/12/2010
Localização : rj

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por bruno camillo em Dom 17 Nov 2013 - 0:44

a violencia ta muito grande.muitos pms sendo feridos por reagirem a assaltos.foi a profiçao q escolhemos.Deus esteja com nosco todas as horas....

bruno camillo
Sargento - 2º SGT

Mensagens : 460
Pontos : 3325
Data de inscrição : 02/07/2011
Idade : 30

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Alcantara vr em Seg 18 Nov 2013 - 23:23

Aluno da PM morre no Rio e família crê em abuso durante suposto trotePolícia nega trote: Paulo teria sofrido mal súbito por conta de insolação. 'Ele era capaz de aguentar tudo para conseguir o sonho dele', disse prima.18/11/2013 22h01 - Atualizado em 19/11/2013 00h06

Por Gabriel Barreira
Do G1 Rio

O aluno da Polícia Militar Paulo Aparecido Santos de Lima morreu nesta segunda-feira (18), antes de completar o sonho de entrar para a corporação. Após participar de um treinamento para ser agente de Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), no último dia 12, Paulo passou mal e foi internado em estado grave com insolação e queimaduras nas mãos e nas nádegas. Segundo o jornal "Extra" , ele teria sido vítima de um trote. A PM nega, mas a família não acredita na versão oficial.
"A gente desconfia que maltrataram ele. Como uma insolação vai causar morte cerebral e falência de vários órgãos?", questiona a parente.  Os médicos, segundo a prima Crislaine de Souza, atestaram morte cerebral, instantes após visita da família ao enfermo no Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, Zona Norte do Rio, na noite desta segunda (18).
A assessoria da PM, através de nota, informou que o aluno sofreu um mau súbito enquanto estava em forma, junto com outros cerca de 490 alunos. O jovem, segundo a PM, foi socorrido imediatamente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, em seguida, levado ao hospital da corporação.
Depois de ter recebido a informação da piora do quadro de Paulo nesta segunda, a família voltou ao hospital para uma visita. Quando chegou em casa, em Japeri, foi informada da morte. Segundo Crislaine, o primo sonhava ser agente da corporação há pelo menos 3 anos, quando fez o primeiro concurso para se tornar policial militar. Não passou "por um detalhe".
"Ele fez tudo certo, mas ficou faltando um exame médico ou físico, não lembro direito. Isso foi em 2010. Aí fez de novo. Ele esperou esse tempo todinho para entrar agora. Ele era muito calado. O sonho dele era entrar para a PM. Ele seria capaz de aguentar tudo quieto, como  fez, para conseguir o sonho dele", especulou.
Apesar disso, Crislaine reforçou que, em nenhum momento, o aspirante a policial disse à família que teria sido vítima de trote. Ela confirmou que autoridades se colocaram à disposição da família para ajudas básicas e para descobrir os motivos da morte. "Prestaram muita assistência mesmo. É por conta de três ou quatro que a imagem de uma corporação vai para a lama", esbravejou.
Entenda o caso
Paulo teria sido vítima de um trote durante o treinamento no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cefap), em Sulacap, na Zona Oeste, na terça-feira (12). Ele estava internado no Hospital Central da PM, no Estácio, na Zona Norte. De acordo com a denúncia, o aluno teria sido obrigado a ficar sentado no asfalto debaixo do sol de meio-dia. Outros alunos também teriam sido hospitalizados também por causa de insolação e liberados depois, conforme informações da PM. “Seu diagnóstico teria sido uma insolação grave, devido à alta temperatura registrada na tarde do dia 12, com sensação térmica próxima a 48°C”, diz a nota. A assessoria da PM disse ainda que foi aberto inquérito para apurar o caso.
Alcantara vr
Alcantara vr
Sargento - 2º SGT

Mensagens : 468
Pontos : 2963
Data de inscrição : 18/07/2012
Idade : 38
Localização : minha casa e Rumo ao CFSD 2014

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por MARTINS. em Ter 19 Nov 2013 - 7:31

Atenção moderadores, eu já cansei de 

perder tempo chamando atenção de candidatos, por isso 

peço que passem lá no tópico da 22° convocação pq o 

desrespeito é grande.    Sei que aqui tem muitas 

meninas, esposas de candidatos e pessoas assim como 

eu  que levam o fórum muito a sério e só estão aqui até 

hj pq acreditam nessa ferramenta.

[Somente moderadores podem ver esta link]



[Somente moderadores podem ver esta link]



olha o que diz o membro Flavioo



Sem contar palavras de baixo calão de outros 

candidatos.





Atenciosamente,



MARTINS.
MARTINS.
MARTINS.
Sargento - 1º SGT

Mensagens : 606
Pontos : 3325
Data de inscrição : 14/12/2011

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por santos-cg em Ter 19 Nov 2013 - 18:13

MARTINS. escreveu:Atenção moderadores, eu já cansei de 

perder tempo chamando atenção de candidatos, por isso 

peço que passem lá no tópico da 22° convocação pq o 

desrespeito é grande.    Sei que aqui tem muitas 

meninas, esposas de candidatos e pessoas assim como 

eu  que levam o fórum muito a sério e só estão aqui até 

hj pq acreditam nessa ferramenta.

[Somente moderadores podem ver esta link]



[Somente moderadores podem ver esta link]



olha o que diz o membro Flavioo



Sem contar palavras de baixo calão de outros 

candidatos.





Atenciosamente,



MARTINS.
agradeço pela sua colaboração martins muitos de nos MOD e ADM estamos meio sem tempo pra frenquenta o forum porem isso aqui ainda não viro bagunça e quem criar outro topico da 22 pode ter certeza que irei bloquear ate todos refletirem
santos-cg
santos-cg
Moderador
Moderador

Mensagens : 5531
Pontos : 8127
Data de inscrição : 13/03/2012

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por MARTINS. em Ter 19 Nov 2013 - 19:42

santos-cg escreveu:
MARTINS. escreveu:Atenção moderadores, eu já cansei de 

perder tempo chamando atenção de candidatos, por isso 

peço que passem lá no tópico da 22° convocação pq o 

desrespeito é grande.    Sei que aqui tem muitas 

meninas, esposas de candidatos e pessoas assim como 

eu  que levam o fórum muito a sério e só estão aqui até 

hj pq acreditam nessa ferramenta.









olha o que diz o membro Flavioo



Sem contar palavras de baixo calão de outros 

candidatos.





Atenciosamente,



MARTINS.
agradeço pela sua colaboração martins muitos de nos MOD e ADM estamos meio sem tempo pra frenquenta o forum porem isso aqui ainda não viro bagunça e quem criar outro topico da 22 pode ter certeza que irei bloquear  ate todos refletirem
MARTINS.
MARTINS.
Sargento - 1º SGT

Mensagens : 606
Pontos : 3325
Data de inscrição : 14/12/2011

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por FERPALY em Ter 19 Nov 2013 - 22:12

......


Última edição por FERPALY em Qua 20 Nov 2013 - 15:15, editado 1 vez(es)
FERPALY
FERPALY
Cabo

Mensagens : 312
Pontos : 2992
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 88

Minhas Notas
Português: 9
História: 6
Geografia: 8

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Convidado em Qua 20 Nov 2013 - 13:01

Hummmm  O.o

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por soldado380 em Qua 20 Nov 2013 - 15:24

e complicado por causa de certo candidato a 22 conv. fica cem comunicacao

soldado380
Aluno(a)

Mensagens : 107
Pontos : 2567
Data de inscrição : 21/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por TADEU HOLANDA em Qua 20 Nov 2013 - 17:26

MARTINS. escreveu:
santos-cg escreveu:
MARTINS. escreveu:Atenção moderadores, eu já cansei de 

perder tempo chamando atenção de candidatos, por isso 

peço que passem lá no tópico da 22° convocação pq o 

desrespeito é grande.    Sei que aqui tem muitas 

meninas, esposas de candidatos e pessoas assim como 

eu  que levam o fórum muito a sério e só estão aqui até 

hj pq acreditam nessa ferramenta.









olha o que diz o membro Flavioo



Sem contar palavras de baixo calão de outros 

candidatos.





Atenciosamente,



MARTINS.
agradeço pela sua colaboração martins muitos de nos MOD e ADM estamos meio sem tempo pra frenquenta o forum porem isso aqui ainda não viro bagunça e quem criar outro topico da 22 pode ter certeza que irei bloquear  ate todos refletirem
Agora como posso postar novidades,uma pena !Question 
TADEU HOLANDA
TADEU HOLANDA
Sub Tenente

Mensagens : 789
Pontos : 3865
Data de inscrição : 06/12/2010
Localização : rj

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Marcelo Augusto A Sena em Qua 4 Dez 2013 - 20:10

MUDANÇA DE PERFIL.

VENHO COMUNICAR QUE ESTOU TENTANDO MUDAR O NOME DO MEU PERFIL A ALGUNS DIA E NÃO VENHO OBTENDO ÊXITO,COMO NOS ULTIMOS MESES O FORUM NÃO ESTA COM A MESMA SERIEDADE E SEGURANÇA QUERO MODIFICAR O NOME DO MEU LOGIN,PEÇO-LHES QUE ATRAVES DESTE COMUNICADO ALGUM MODERADOR ME AJUDE E ME ATENDA. 
ANTECIOSAMNETE MARCELO.

Marcelo Augusto A Sena
Soldado

Mensagens : 205
Pontos : 2793
Data de inscrição : 24/04/2012
Idade : 75
Localização : Estados Unidos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por daividsondesouzafreire em Sab 7 Dez 2013 - 19:36

alguem sabe algo sobre esse concurso de 2013,que até agora não foi aberto as inscrições Question 
abraços a todos.

daividsondesouzafreire

Mensagens : 1
Pontos : 1997
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por fabio junho terto em Sab 7 Dez 2013 - 21:11

alguem de minas gerais da um alo aí sou de passos 18 convocação conforme a informação amanha os p2 saem do rio com destino a nosso estado para fazer a taõ sonhada investigação vejo os irmãos triste porque nao saem as suas matricula mas se alegrem pois tem gente que neim foi feita a investigação como eu colocação 16508 ja vai pra 7 meses mas eu creio no meu DEUS Ele e dono do tempo eu tenho certeza ele ja defeniu o dia da minha e da sua vitoria  portanto deleita no SENHOR e Ele realizara o desejo do seu coração.

fabio junho terto
Aluno(a)

Mensagens : 80
Pontos : 2300
Data de inscrição : 24/04/2013
Idade : 37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Michelle Veiga em Qui 19 Dez 2013 - 16:36

 Não estou entendendo... estão abrindo um novo edital sem nem terminar de convocar os que foram classificados!!! Minha colocação foi 6.332.
Estava com esperança de me chamarem... mas será que aqui tem algum grupo com o mesmo caso que o meu??? E que vá entrar com algum recurso???
E se a gente pode fazer isso???
Preciso de ajuda!!!!

Michelle Veiga

Mensagens : 1
Pontos : 1984
Data de inscrição : 19/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por WWORSHIP em Sab 28 Dez 2013 - 7:34

Bom dia. ADM e MODERAÇÃO. Topico [Somente moderadores podem ver esta link] e Outros mais, pessoal ta se descontrolando. Fugindo totalmente do assunto do fórum. Vamos aparecer e manter a ordem de sempre, bani quem não respeitar.
Nada contra aos amigos que estão com nervo a flor da pele, mas temos que manter a ordem eu mesmo ja fui banido por errar. VAMOS NOS ATENTAR FAMÍLIA.
Esse fórum me ajudou muito mesmo. Hoje ja estou concluindo meu curso graças a Deus mas já fiquei aqui na espera por tempos e tempos e hoje graças a Deus minha vitoria esta mas perto que nunca, fiquem com Deus e confie nele. Abraços.  
WWORSHIP
WWORSHIP
Capitão

Mensagens : 2109
Pontos : 4716
Data de inscrição : 04/06/2012
Localização : RJ

Minhas Notas
Português:
História:
Geografia:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Alcantara vr em Dom 16 Fev 2014 - 13:36

[Somente moderadores podem ver esta link] 16/02/14
Alcantara vr
Alcantara vr
Sargento - 2º SGT

Mensagens : 468
Pontos : 2963
Data de inscrição : 18/07/2012
Idade : 38
Localização : minha casa e Rumo ao CFSD 2014

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Alcantara vr em Dom 16 Fev 2014 - 13:43

Acusado de matar ‘caveira’ é preso

14/02/14          

Empresário estava entocado em hotel na Barra
Apontado como o homem que executou o cabo do Batalhão de Operações Especiais (Bope) Sidnei Dias Simão, no último domingo, em Nova Iguaçu, o empresário da construção civil Aníbal João Valente Junior, de 43 anos, foi preso ontem de manhã por agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). O acusado estava escondido em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.
Sidnei, que era segurança do coordenador do grupo AfroReggae, José Júnior, tentava impedir a fuga de um motorista após um acidente no Centro de Nova Iguaçu, que deixou um idoso ferido. Após notar que o motorista, Lucas de Souza Cândido, de 19 anos, estava escapando, o ‘caveira' perseguiu o rapaz até um posto de gasolina.
Aníbal estava sentado em seu carro quando viu uma pessoa armada abordar Lucas, que é amigo de seu filho. O empresário então sacou uma arma e apontou para Sidnei, que se identificou como policial e colocou sua pistola calibre 40 no chão. Influenciado por Lucas e Peterson Pereira de Souza, que o acompanhava Aníbal, o acusado efetuou cinco disparos. Quatro atingiram o PM. Um padeiro quase foi atingido.
Após o crime, Peterson, ao perceber que Sidnei era mesmo policial, tentou se livrar dos documentos da vítima. Segundo a polícia, Lucas e Peterson ainda estão foragidos. "O Lucas disse: ‘Mata, mata! Mesmo o cabo se identificando, o Aníbal atirou a sangue frio. O Lucas é coautor e influenciou o Aníbal a atirar", afirmou o delegado titular da DHBF, Pedro Medina.
Alcantara vr
Alcantara vr
Sargento - 2º SGT

Mensagens : 468
Pontos : 2963
Data de inscrição : 18/07/2012
Idade : 38
Localização : minha casa e Rumo ao CFSD 2014

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Ademir1979 em Qua 19 Fev 2014 - 15:35

Alcantara vr escreveu:Acusado de matar ‘caveira’ é preso

14/02/14          

Empresário estava entocado em hotel na Barra
Apontado como o homem que executou o cabo do Batalhão de Operações Especiais (Bope) Sidnei Dias Simão, no último domingo, em Nova Iguaçu, o empresário da construção civil Aníbal João Valente Junior, de 43 anos, foi preso ontem de manhã por agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). O acusado estava escondido em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.
Sidnei, que era segurança do coordenador do grupo AfroReggae, José Júnior, tentava impedir a fuga de um motorista após um acidente no Centro de Nova Iguaçu, que deixou um idoso ferido. Após notar que o motorista, Lucas de Souza Cândido, de 19 anos, estava escapando, o ‘caveira' perseguiu o rapaz até um posto de gasolina.
Aníbal estava sentado em seu carro quando viu uma pessoa armada abordar Lucas, que é amigo de seu filho. O empresário então sacou uma arma e apontou para Sidnei, que se identificou como policial e colocou sua pistola calibre 40 no chão. Influenciado por Lucas e Peterson Pereira de Souza, que o acompanhava Aníbal, o acusado efetuou cinco disparos. Quatro atingiram o PM. Um padeiro quase foi atingido.
Após o crime, Peterson, ao perceber que Sidnei era mesmo policial, tentou se livrar dos documentos da vítima. Segundo a polícia, Lucas e Peterson ainda estão foragidos. "O Lucas disse: ‘Mata, mata! Mesmo o cabo se identificando, o Aníbal atirou a sangue frio. O Lucas é coautor e influenciou o Aníbal a atirar", afirmou o delegado titular da DHBF, Pedro Medina.
Notícia deve ser postada no tópico "jornal do fórum". Atenção.

_________________
"Brindo a casa, brindo a vida, meus amores minha família".
Ademir1979
Ademir1979
Moderador
Moderador

Mensagens : 1537
Pontos : 4600
Data de inscrição : 21/08/2010
Idade : 39
Localização : PMERJ

Minhas Notas
Português:
História:
Geografia:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Ademir1979 em Qua 19 Fev 2014 - 15:36

WWORSHIP escreveu:Bom dia. ADM e MODERAÇÃO. Topico [Somente moderadores podem ver esta link] e Outros mais, pessoal ta se descontrolando. Fugindo totalmente do assunto do fórum. Vamos aparecer e manter a ordem de sempre, bani quem não respeitar.
Nada contra aos amigos que estão com nervo a flor da pele, mas temos que manter a ordem eu mesmo ja fui banido por errar. VAMOS NOS ATENTAR FAMÍLIA.
Esse fórum me ajudou muito mesmo. Hoje ja estou concluindo meu curso graças a Deus mas já fiquei aqui na espera por tempos e tempos e hoje graças a Deus minha vitoria esta mas perto que nunca, fiquem com Deus e confie nele. Abraços.  
Muito bom. Você como sempre colaborando e muito com a Adm. e Mod. Abraço.

_________________
"Brindo a casa, brindo a vida, meus amores minha família".
Ademir1979
Ademir1979
Moderador
Moderador

Mensagens : 1537
Pontos : 4600
Data de inscrição : 21/08/2010
Idade : 39
Localização : PMERJ

Minhas Notas
Português:
História:
Geografia:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por M.Salviano em Seg 24 Fev 2014 - 9:34

[Somente moderadores podem ver esta link]

_________________
Graças a Deus incorporado...



Incorporado dia 23/05/2014
M.Salviano
M.Salviano
Administrador
Administrador

Mensagens : 1507
Pontos : 3770
Data de inscrição : 12/03/2013
Idade : 33
Localização : CFAP 5° Cia Alfa

Minhas Notas
Português:
História:
Geografia:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por willgame em Ter 25 Mar 2014 - 11:51

foi reprovado no psicotenico fique ligado em nossa pagina

reprovados no psicotecnico ainda existe esperanca pra vc

willgame
Cadete

Mensagens : 1022
Pontos : 3460
Data de inscrição : 22/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado! - Página 26 Empty Re: Comunicado!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 26 de 26 Anterior  1 ... 14 ... 24, 25, 26

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum