Concurso PMERJ
Seja bem vindo!

Portugues - Explicação de Crase

Ir em baixo

Portugues - Explicação de Crase

Mensagem por Aline Marques em Qua 1 Set 2010 - 23:01

Crase é a fusão (ou contração) de duas vogais idênticas numa só. Em linguagem escrita, a crase é representada pelo acento grave.
Exemplo:
Vamos à Cidade logo depois do almoço.
a (preposição) + a (artigo)

Observe que o verbo ir requer a preposição a e o substantivo cidade pede o artigo a.

Não é somente a contração da preposição a com o artigo feminino a ou com o pronome a e o a inicial dos pronomes aquele(s), aquela(s), aquilo que passa pelo processo da crase. Outras vogais idênticas são também contraídas, visto ser a crase um processo fonológico.

Exemplos:
leer – ler
door – dor

Ocorrência da crase em:

1. Preposição a + artigos a, as:
Fui à feira ontem.
Paulo dedica-se às artes marciais.

OBSERVAÇÕES:
a) Quando o nome não admitir artigo, não poderá haver crase:
Vou a Campinas amanhã.
Estamos viajando em direção a Roma.

No entanto, se houver um modificador do nome, haverá crase:
Vou à Campinas das andorinhas.
Estamos viajando em direção à Roma das Sete Colinas.

b) Ocorre a crase somente se os nomes femininos puderem ser substituídos por nomes masculinos, que admitam ao antes deles:
Vou à praia.
Vou ao campo.

As crianças foram à praça.
As crianças foram ao largo.

Portanto, não haverá crase em:
Ela escreveu a redação a tinta.
(Ela escreveu a redação a lápis.)

Compramos a TV a vista.
(Compramos a TV a prazo.)

2. Preposição a + pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo:
Maria referiu-se àquele cavalheiro de terno cinza.
Depois nos dirigimos àquelas mulheres da Associação.
Nunca me reportei àquilo que você disse.

3. Na indicação de horas:
João se levanta às sete horas.
Devemos atrasar o relógio à zero hora.
Eles chegaram à meia-noite.

4. Antes de nomes que apresentam a palavra moda (ou maneira) implícita:
Adoro bife à milanesa.
Eles querem vitela à parmigiana.
Ele vestiu-se à Fidel Castro.
Ele cortou o cabelo à Nero.

5. Em locuções adverbiais constituídas de substantivo feminino plural:
Pedrinho costuma ir ao cinema às escondidas.
Às vezes preferimos viajar de carro.
Eles partiram às pressas e não deixaram o novo endereço.

6. Em locuções prepositivas e conjuntivas constituídas de substantivo feminino:
Eles vivem à custa do Estado.
Estamos todos à mercê dos bandidos.
Fica sempre mais frio à proporção que nos aproximamos do Sul.
Sentimos medo à medida que crescia o movimento de soldados na praça.

Principais casos em que não ocorre a crase:

1. diante de substantivo masculino:
Compramos a TV a prazo.
Ele leva tudo a ferro e fogo.
Por favor, façam o exercício a lápis.

2. diante de verbo no infinitivo:
A pobre criança ficou a chorar o dia todo.
Quando os convidados começaram a chegar, tudo já estava pronto.

3. diante de nome de cidade:
Vou a Curitiba visitar uma amiga.
Eles chegaram a Londres ontem.

4. diante de pronome que não admite artigo (pessoal, de tratamento, demonstrativo, indefinido e relativo):
Ele se dirigiu a ela com rudeza.
Direi a Vossa Majestade quais são os nossos planos.
Onde você pensa que vai a esta hora da noite?
Devolva o livro a qualquer pessoa da biblioteca.
Todos os dias agradeço a Deus, a quem tudo devo.

5. diante do artigo indefinido uma:
O policial dirigiu-se a uma senhora vestida de vermelho.
O garoto entregou o envelope a uma funcionária da recepção.

6. em expressões que apresentam substantivos repetidos:
Ela ficou cara a cara com o assassino.
Eles examinaram tudo de ponta a ponta.

7. diante de palavras no plural, precedidas apenas de preposição:
Nunca me junto a pessoas que falam demais.
Eles costumam ir a reuniões do Partido Verde.

8. diante de numerais cardinais:
Após as enchentes, o número de vítimas chega a trezentos.
Daqui a duas semanas estarei em férias.

9. diante de nomes célebres e nomes de santos:
O artigo reporta-se a Carlota Joaquina de maneira bastante desrespeitosa.
Ela fez uma promessa a Santa Cecília.

10. diante da palavra casa, quando esta não apresenta adjunto adnominal:
Estava frio. Fernando havia voltado a casa para apanhar um agasalho.
Antes de chegar a casa, o malandro limpou a mancha de batom do rosto.

NOTA:
Quando a palavra casa apresentar modificador, haverá crase:
Vou à casa de Pedro.

11. diante da palavra Dona:
O mensageiro entregou a encomenda a Dona Sebastiana.
Foi só um susto. O macaco nada fez a Dona Maria Helena.

12. diante da palavra terra, como sinônimo de terra firme:
O capitão informou que estamos quase chegando a terra.
Depois de dois meses de mar aberto, regressamos finalmente a terra.

Ocorrência facultativa da crase:

1. antes de nome próprio feminino:
Entreguei o cheque à Paula. OU Entreguei o cheque a Paula.
Paulo dedicou uma canção à Teresinha. OU Paulo dedicou uma canção a Teresinha.

NOTA:

A crase não ocorre quando o falante não usa artigo antes do nome próprio feminino.

2. antes do pronome possessivo feminino:
Ele fez uma crítica séria à sua mãe. OU Ele fez uma crítica séria a sua mãe.
Convidei-o a vir à minha casa. OU Convidei-o a vir a minha casa.

NOTA:

A crase não ocorre quando o falante não usa artigo antes do pronome possessivo.

3. depois da preposição até:
Vou caminhar até à praia. OU Vou caminhar até a praia.
Eles trabalharam até às três horas. OU Eles trabalharam até as três horas.
Eu vou acompanhá-la até à porta do elevador. OU Eu vou acompanhá-la até a porta do elevador.

NOTA:

A preposição até pode vir ou não seguida da preposição a. Quando o autor dispensar a preposição a, não haverá crase.

EXERCICIOS:

1. Assinale a opção incorreta com relação ao emprego do acento indicativo de crase:
a) O pesquisador deu maior atenção à cidade menos privilegiada.
b) Este resultado estatístico poderia pertencer à qualquer população carente.
c) Mesmo atrasado, o recenseador compareceu à entrevista.
d) A verba aprovada destina-se somente àquela cidade sertaneja.
e) Veranópolis soube unir a atividade à prosperidade.

2. Assinale a opção em que o “a” sublinhado nas duas frases deve receber acento grave indicativo de crase:
a) Fui a Lisboa receber o prêmio. / Paulo começou a falar em voz alta.
b) Pedimos silêncio a todos. Pouco a pouco, a praça central se esvaziava.
c) Esta música foi dedicada a ele. / Os romeiros chegaram a Bahia.
d) Bateram a porta fui atender. / O carro entrou a direita da rua.
e) Todos a aplaudiram. / Escreve a redação a tinta.

3. Disse ..... ela que não insistisse em amar ..... quem não ..... queria.
a) a - a - a d) à - à - à
b) a - a - à e) a - à - à
c) à - a - a

4. Quanto ..... suas exigências, recuso-me ..... levá-las ..... sério.
a) às - à - a d) à - a - à
b) a - a - a e) as - a - a
c) as - à - à

5. Há crase:
a) Responda a todas as perguntas.
b) Avise a moça que chegou a encomenda.
c) Volte sempre a esta casa.
d) Dirija-se a qualquer caixa.
e) Entregue o pedido a alguém na portaria.

6. A casa fica ..... direita de quem sobe a rua, ..... duas quadras da avenida do
Cortorno.

a) à - há d) à - a
b) a - à e) à - à
c) a - há

7. Não nos víamos ..... tanto tempo, que ..... primeira vista não ..... reconheci.
a) a - à - a d) há - à - a
b) a - à - há e) a - a - a
c) há - a - há

8. Aconselhei-o ..... que, daí ..... pouco, assistissse .... novela.
a) a - à - a d) à - à - a
b) a - a - à e) à - a - à
c) a - a - a

9. Observe as alternativas e assinale a que não contiver erro em relação à crase:
a) Rabiscava todos os seus textos à lápis para depois escrevê-los à máquina.
b) Sem dúvida que, com novos óculos, ele veria a distância do perigo, aquela hora do dia.
c) Referia-se com ternura ao menino, afeto às meninas e, com respeito, a várias pessoas
menos íntimas.
d) Àquela distância, os carros só poderiam bater; não obedeceram as regras do trânsito.
e) Fui à Maceió provar um sururu à região.

10. ....... noite, todos os operários voltaram ....... fábrica e só deixaram o serviço .......
uma hora da manhã.

a) Há, à, à d) À, a, há
b) A, a, a e) A, à, a
c) À, à, à

11. Garanto ....... você que compete ....... ela, pelo menos ....... meu ver, tomar as
providências para resolver o caso.

a) a, a, a d) a, à, a
b) à, à, a e) à, a à
c) a, à, à

12. Sentou ....... máquina e pôs-se ....... reescrever uma ....... uma as páginas do
relatório.

a) a - a - à d) à - à - à
b) a - à - a e) à - à - a
c) à - a - a

13. Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas no seguinte período: "Agradeço ....... Vossa Senhoria ....... oportunidade para manifestar minha
opinião ....... respeito."

a) à - a - à d) a - a - a
b) à - a - a e) à - à - a
c) a - a - à

14. ....... dias não se conseguem chegar ....... nenhuma das localidades ....... que os
socorros se destinam.

a) Há - à - a d) Há - a - a
b) A - a - à e) À - a - à
c) À - à - a

15. Assinale a alternativa em que não deve haver o sinal da crase:
a) O sonho de todo astronauta é voltar a Terra.
b) As vezes, as verdades são duras de se ouvir.
c) Enriqueço, a medida que trabalho.
d) Filiei-me a entidade, sem querer.
e) O sonho de todo marinheiro é voltar a terra.

16. A alternativa que preenche corretamente as lacunas da frase, é: "....... muito
tempo, devido ....... condições político-econômicas do país, não é dado .......
população o direito de viver ....... salvo de sobressaltos financeiros", é:

a) a, as, à, à d) há, às, à, à
b) à, às, à, a e) à, as, à, a
c) há, às, à, a

17. O pobre homem fica ....... meditar, ....... tarde, indiferente ........ que acontece ao
seu redor.

a) à, a, aquilo d) à, à, aquilo
b) a, a, aquilo e) à, à, àquilo
c) a, à, àquilo

18. Não me refiro ....... essa peça, mas ....... a que assistimos sábado ....... noite.
a) a, àquela, à d) à, àquela, a
b) a, aquela, a e) à, àquela, à
c) à, aquela, à

19. Quanto à necessidade ou não de utilização do sinal de crase, está inteiramente correta a frase:
(A) Quem está à alguma distância de Campo Grande não pode avaliar à contento
o mérito da polêmica à que se refere o texto.
(B) Não é aqueles que se instalam nos gabinetes oficiais que cabe a interdição do
uso de uma língua à cuja preservação estejam devotados milhares de falantes.
(C) Quem visa à restringir a utilização de uma língua das minorias deveria também
se ater à toda e qualquer má utilização das chamadas línguas oficiais.
(D) As decisões que se tomam à revelia do interesse das populações são
semelhantes àquelas tomadas na vigência dos atos institucionais da ditadura
militar.
(E) Quem se manifeste contrário à uma única manifestação de arbitrariedade está
manifestando sua hostilidade à todas as medidas arbitrárias.

20. Quanto à necessidade ou não de utilização do sinal de crase, a frase
inteiramente correta é:

(A) O processo correrá às expensas do denunciante, a menos que a isto se
oponha a autoridade do Ministro, de cuja decisão nenhuma parte poderá vir a
recorrer.
(B) Em meio as atribulações do processo, uma das testemunhas recusou-se a
comparecer a sessão, alegando à autoridade judicial, num simples bilhete à
lápis, que estava acamada.
(C) À despeito de haver provas contundentes, o juiz decidiu inocentar àquela velha
senhora, a quem não falta malícia: viram quando se pôs à soluçar?
(D) Sem advogado, o rapaz ficou à deriva, enquanto o juiz designava como sua
defensora à jovem bacharel, que ainda não se submetera à uma prova de fogo,
como aquela.
(E) Ele ficou à distância, em meio as profundas hesitações que a ausência da
testemunha lhe provocou: se ela não chegasse, poderia ele aspirar à que fosse
adiada a sessão?

GABARITO:

1.B
2.D
3.A
4.B
5.B
6.D
7.D
8.B
9.C
10.C
11.A
12.C
13.D
14.D
15.E
16.C
17.C
18.A
19.D
20.A

By: Aline
Cool
Aline Marques
Aline Marques
Cabo

Mensagens : 269
Pontos : 3559
Data de inscrição : 15/07/2010
Idade : 31

Minhas Notas
Português: 0
História: 0
Geografia: 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum